MEIA DE COMPRESSÃO: MITO OU ALIADA NA CORRIDA?

por: | 16 de novembro de 2015

imgHandler

 

Uma das atletas pioneiras no uso de meias de compressão foi a recordista da maratona, a inglesa Paula Radcliff. As meias de compressão  auxiliam no processo de recuperação pós-prova e consequente diminuição e/ou melhora do quadro de dor muscular tardia pós esforço em até 70%.

Quais benefício que as meias compressivas podem trazer?

Existem várias teorias para fundamentar o uso dessas meias. O uso das meias compressivas melhoram o retorno venoso, uma vez que o sangue tem tendência a acumular-se nas pernas, tanto em repouso, como em exercício. Desta forma o uso das meias, através da compressão,na altura da panturrilha vão aumentar o aporte de oxigénio aos músculos, facilitando desta forma o retorno venoso e a consequente remoção de metabólitos recorrentes da atividade física (Ex: ácido láctico). Assim sendo, a homeostase (a volta ao equilíbrio) muscular será mais eficiente, melhorando a capacidade de resistência do atleta.

Um estudo que envolveu 62 corredores da Two Oceans (prova de 56 km na Cidade do Cabo) colocou metade de um grupo competindo com as meias, e a outra metade as utilizou apenas nos três dias após o evento. Dois dos marcadores indicativos de dano muscular medido estavam significativamente menores nos atletas que correram com as meias, sugerindo algum benefício real de seu uso como facilitador da recuperação muscular.

Outra teoria é menos conhecida entre os atletas, a vibração muscular. Quando um atleta corre, existem inúmeras forças de impacto a que os músculos e tendões do membro inferior são sujeitos, principalmente quando falamos em superfícies mais irregulares ou rígidas. Acredita-se que esta vibração pode ser uma das causas de dor muscular tardia a que os atletas referem. Desta forma as meias de compressão muscular vão permitir uma maior estabilidade muscular e consequentemente uma menor vibração muscular.

Por fim, existe uma teoria que defende o uso das meias na manutenção da economia de movimento, o que facilita a manutenção do ritmo de corrida com intensidade mais elevada.

No mundo esportivo, as meias de compressão podem apresentar um nível constante de compressão, em torno de 20-30 mmHg, ou possuir um nível gradual de compressão, em torno de 20-25mmHg na altura do tornozelo e diminuindo até 70% ao se aproximarem do joelho. Tem que prestar atenção também ao tipo de meia. Existem as meias de compressão pós-treino e as que são para o treino. Normalmente, na própria caixa do produto vem especificada a sua finalidade.

As meias de compressão não devem ser adquiridas pelo tamanho do pé, mas sim ajustadas pelo grau de compressão ideal e a medida da circunferência da panturrilha. É importante ressaltar que, uma vez que as meias podem afetar a circulação sanguínea, o aval médico para seu uso sempre é uma boa recomendação.

Portanto, como não é conclusivo cientificamente que elas ajudam no treino, além de perguntar a um médico se elas são indicadas para você, use-as se sentir confortável.

por Academia Arena

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *